• White Facebook Icon
  • White Twitter Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White Google+ Icon

Associação Nacional de Grupos

de Apoio à Adoção

Realização:

Apoio:

Marianna

A história da Mari começou para nós muito antes de sua chegada. Já éramos pais de 3 filhos, o Gabriel e o Nícolas, que nasceram de minha barriga, e a Nina, que não nasceu de mim, mas que com certeza nasceu pra mim, todos adotados em nossos corações de pais.

 

Não nos sentíamos capazes de dar conta e cuidar de uma criança especial, por isso esse era o único ponto fechado em nosso perfil na habilitação para a Nina. Depois que a Nina chegou, logo voltei às minhas atividades e fui convidada a assumir como Educadora os cuidados de uma criança especial (paralisia cerebral severa e síndrome de West) em uma instituição de

acolhimento institucional.

 

Foram 2 anos de muito aprendizado, desprendimento e mudanças de paradigmas, onde esse anjo me ensinou que eu era capaz de cuidar, de dar conta, de amar uma criança especial. Após a partida dela, resolvemos retomar nossos planos de uma nova adoção e nesse momento nos demos conta que aquele medo tinha ido embora e não havia mais nenhum impedimento.

 

Nossa filha chegou com 11 anos, tem paralisia cerebral, hemiplegia e uma vontade imensa de viver, de amar. Temos uma rotina intensa, fisio, fono, atendimento multidisciplinar, sala de recursos. Ela frequenta escola regular, tem currículo adaptado e uma auxiliar para ela, além da professora da turma.

 

Por conta da demanda, estamos colocando em dia 11 anos sem cuidados específicos com sua saúde. Combinamos que eu me afastaria por tempo indeterminado do meu trabalho, para me dedicar aos cuidados com nossos 4 filhos e suas necessidades.

 

Somos capazes de superar as nossas limitações e as dos nossos filhos, buscando no aprendizado diário e no amor a base da estrutura da nossa família.

 

Tenho certeza que temos uma estrelinha brilhando lá no céu, feliz, olhando por nós.

 Alessandra